Domingo, 22 de Setembro de 2019

Cresce número de atendimento a vítimas de acidente de trânsito no Hospital Regional de Marabá




COMPARTILHE

Pelo terceiro ano consecutivo, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde, em Marabá (PA), aderiu ao movimento "Maio Amarelo", para alertar a população sobre os perigos nas estradas. A unidade, que é referência em traumas de média e alta complexidades para 22 municípios, registrou um aumento de 12% do número de atendimentos a vítimas de acidente de trânsito no primeiro quadrimestre de 2019 no comparativo com o mesmo período de 2018.

De janeiro a abril deste ano, os acidentes de trânsito foram a causa da admissão de 408 pacientes no Hospital Regional de Marabá, enquanto que, nos quatro primeiros meses de 2018, 362 pacientes com esse perfil deram entrada no Acolhimento da Unidade.

Em 2018, a unidade atendeu 5.849 pacientes no acolhimento. Desse total, 1.103 eram vítimas de trânsito, o equivalente a 18% dos usuários admitidos no hospital. A fim de diminuir essa estatística e tornar as estradas da região mais seguras, desde novembro de 2016, o hospital realiza o programa "Direção Viva: Você Consciente, Trânsito mais Seguro!". Em maio, a unidade promoverá mais uma edição para sensibilizar usuários e colaboradores quanto às sequelas oriundas desses traumas.  

A primeira orientação será nesta sexta-feira (10), durante a 12ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat). A programação contará com a participação do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano de Marabá. No próximo dia 23, será a vez de abordar o assunto com os usuários ambulatoriais que vierem à unidade para fazer exames, consultas médicas e sessão de reabilitação.

Vida Normal – A recuperação de acidentes de trânsito não é fácil. Valmir Sousa dos Santos, 33, foi admitido na unidade nesta semana, logo após ser derrubado da motocicleta por um carro particular no núcleo Nova Marabá. Ele estava acompanhado da sogra, que também está internada no hospital. "Minha perna ficou tão mole com a batida que foi parar no meu ombro. Eu só a pus no lugar e clamei a Deus, com muita dor. Enquanto isso, a minha sogra estava desacordada", relembrou.

A esposa de Valmir soube do acidente por um grupo de mensagem. "Foi a pior foto que já vi na minha vida. Fiquei desesperada, mas precisei me controlar ao máximo porque minha avó, que é hipertensa, estava do meu lado. Hoje são muitas coisas que passam pela nossa cabeça: meu marido estava prestes a ser contratado em um novo emprego, depois de um ano à procura de serviço, e minha filha está faltando prova porque não tem quem a leve na escola. Eu passei a noite toda revezando os cuidados entre meu marido e minha mãe", contou Mikaelli da Silva.   

Direção Viva - "Direção Viva" é um projeto contínuo, que ocorre em todas as unidades de saúde públicas no Pará, gerenciadas pela Pró-Saúde. A iniciativa consiste em promover a conscientização sobre as sequelas oriundas de traumas por acidentes de trânsito. Com o programa, busca-se disseminar essas informações, bem como, formar multiplicadores no processo de combate à insegurança no trânsito.

Em Marabá, as ações contam com o apoio da Sespa, Detran, Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU), Polícia Rodoviária Federal, universidades e escolas técnicas, dentre outras instituições.

Segundo o diretor Hospitalar do HRSP, Valdemir Girato, o programa "Direção Viva" faz parte de um esforço conjunto de instituições e órgãos para reduzir o número de acidentes no Estado. "Entendemos que medidas simples podem mudar essa triste estatística. Por isso, assumimos o compromisso de sensibilizar a população sobre o assunto permanentemente, contribuindo para a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida no sudeste paraense", disse o gestor. 


Autor:AMZ Noticias com Aretha Fernandes


Comentários:
O Jornal do Carajas não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal Do Carajas Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal Do Carajas